“[Deus] …Tomo hoje os céus e a terra por testemunhas contra vocês de que lhes dei a oportunidade de escolherem a vida ou a morte, a bênção ou a maldição. Oh! Escolham a vida para que vocês e os seus filhos possam viver”. Deuteronômio 30.19 – NVB

Independente da nossa agenda pessoal cada dia nos sugere uma pauta, exigindo que façamos escolhas cujos desdobramentos e consequências serão determinantes para indicar se vamos desfrutar o momento, ou se vamos adiá-lo apostando que ele volte amanhã com as mesmas oportunidades que nos propõe hoje.

É comum deixarmos de saborear uma alegria, aqui e agora, tangidos pelo ativismo em nome do amanhã. Porém, existem atitudes decorrentes de decisões que devemos tomar neste dia que se chama hoje.

Por exemplo, 2Coríntios 6.2 diz:

“…eis, agora, o Dia da Salvação”.

E, Hebreus 4.7, registra:

Hoje, se você ouvir a voz de Deus, não seja teimoso, não endureça o coração.

Seremos muito mais produtivos para Deus e o mundo, e, o sucesso que buscamos virá mais rápido e consistente se decidirmos viver mais intensamente o hoje, o agora.

Muita gente passa a vida toda com a mente mergulhada no futuro, e, outros com a mente sufocada em mágoas passadas. Para essas pessoas o hoje está passando sem registro de usufruto, sem perceber a dimensão do prejuízo.

O melhor momento com a família é hoje, a conciliação deve ser alcançada hoje, a saúde deve ser tratada hoje, aquele carinho deve ser investido hoje.

Por isso, não desperdice o seu hoje lamentando o ontem  nem correndo desesperadamente em função do amanhã.